01/08/2011

Alucinações

"Alucinações são imagens representativas ou fantásticas que têm características de sensoriedade, sendo aceitas pelo juízo como realidade preveniente do mundo exterior." Ou seja a alucinação é uma falsa percepção, onde a pessoa percebe objetos, pessoas,animais, etc, com todas as características sensoriais, mas na ausência de um estímulo sensorial.

As alucinações não são frequentes, mas podem estar presente em várias doenças mentais, inclusive no alcoolismo e drogadição.

O valor emocional dado a ela é variável: o paciente pode ficar indiferente, enraivecido, assustado, etc.

Segue abaixo uma resenha dos tipos de alucinações que podemos diagnosticar:

Alucinações visuais: A pessoa vê pessoas, objetos ou mesmo cenas completas. As imagens podem ter perspectiva e movimento, adquirindo ainda mais  características que a assemelham de uma percepção. A descrição de imagens fortemente coloridas e animadas estão, na maioria das vezes, associada a estados de excitação ou exaltação.

Alucinações liliputianas: Trata-se de um tipo de alucinação visual diferente, onde o enfermo vê pequenos personagens animados (animais, pessoas, seres místicos como fadas ou doendes), isolados ou em grupo.

Alucinações autoscópica: O enfermo vê uma imagem de si á sua frente, tal qual um espelho, um desdobramento do eu.

Alucinações extracampinas: O paciente "vê" cenas fora do seu campo de visão, ou seja, atrás de sua cabeça. Pode perceber pessoas inteiras ou rostos caricatos.

Alucinações auditivas: São as alucinações mais frequentes e mais importantes. O enfermo ouve: ruídos, zumbidos, murmúrios, estalos, chiados, vozes que comandam ou ameçam. O paciente pode ouvir apenas a repetição de uma palavra, de frases inteiras ou conversas. As vozes podem ser masculinas, femininas, infantis e vir de toda e qualquer direção.

Cabe aqui apontar três tipos frequentes de alucinações auditivas: a sonorização do pensamento -  onde o enfermo escuta seu próprio pensamento; a audição de vozes sob a forma de diálogo e a audição de vozes que interferem na própria atividade, vozes que transmitem ordens e comandos ao enfermo e os quais ele não consegue ou pode recusar, mesmo  que seja  contra sua vontade.

6 comentários:

Analice disse...

Olá, tenho duvidas sobre este assunto. Tenho 17 anos e a alguns meses atras, quando me deitei para dormir, comecei a ver uns movimentos na minha frente, logo percebi que eram patas de animais, achei que fossem do meu gato, porem, as patas começaram a mudar de tamanho. Até aí tudo bem, estava escuro, eu tenho problema de visão, ainda continuei achando que fosse meu gato que estava se aproximando ( a distancia que eu estava desses desenhos era mais ou menos de uns 30 centimetros). Tentei tocar nesses desenhos e era impossivel, era como se fosse fumaça, as patas desapareciam e depois voltavam, sempre mudando de tamanho, depois de alguns segundos elas começaram a mudar de cor e ficavam tão grandes que eu tinha a impressao que elas iam tocar em mim...Só parei de ver essas patas quando acendi a luz.

Qual é a explicação para isso ?

VALÉRIA A. CORRÊA disse...

Analice, as alucinações podem ter diversas origens, mas todas elas mostram que seu sistema neurológico pode ter sido atingido de alguma forma: pode ser febre, medicamentos, alcool, drogas, virus ou bactérias. Porém estamos aqui tecendo suposições, o melhor a fazer neste caso, é buscar ajuda médica para diagnosticar e tratar os sintomas o quanto antes. Obrigada pelo comentário, abraços !

Analice disse...

Obrigada! Adoro seu blog, parabéns.

Anônimo disse...

Adorei! Estou no terceiro semestre do curso de Psicologia e minha avaliação da unidade será baseada nesse assunto do livro de "Pain".

PSICÓLOGA VALÉRIA APARECIDA CORRÊA - CRP 06/46007 disse...

Isaías Paim é um gênio na área de psicopatologia. Meus livros de Faculdade são meus companheiros a 19 anos...

Gap Stärke disse...

Olá, Eu Li sobre essa doença, e achei parecido com algo que quando eu era criança tive, e ainda hoje com 21 anos sinto de vez em quando..
É uma sensação esquisita de parecer que sou Enorme e depois do nada parecer que sou extremamente pequeno, isso vai se alterando,
eu ficava extremamente sensível a barulho, isso começou quando eu era criança e tive um sonho que via formas abstratas preto e branco que parecia que eram extremamente sensíveis a barulho, qual quer algodão que caísse no chão era motivo para essas formas aumentarem de tamanho e se tornarem agressivas, mas quando chegavam perto de mim, elas diminuam do nada e eu ficava extremamente gigante, mas depois vinha um maior que eu, e assim indo sucessivamente...